Não invista no seu banco sem saber disso!

Não invista no seu banco sem saber disso!

Autor: Marjorie Ferro | 03 de julho de 2020.

Artigo originalmente publicado no site:  https://marjorieferro.com/investir-em-banco/

O caminho mais comum pra quem pensa em começar a investir é procurar o seu gerente do banco. Se ainda der tempo, vai aqui um aviso, muito cuidado ao fazer isso! Talvez você não tenha muitas pessoas investindo ao seu redor para te orientar. Talvez você não queira ter trabalho investindo e esteja satisfeito com um retorno modesto. Talvez você simplesmente quer dar o primeiro passo e sair da poupança. Ou talvez esse gerente seja até seu amigo.

Investir com o seu gerente do banco é perigoso, ainda mais pra quem está dando os primeiros passos. Neste artigo você vai entender o porquê dessa afirmação, como você pode lidar com isso, e qual a alternativa para investir mesmo que você esteja começando e não tenha muito dinheiro.

Never ask a barber if he thinks you need a haircut.

Nunca pergunte ao barbeiro se você precisa de um corte de cabelo.

Warren Buffett

Como os bancos ganham dinheiro?

Não invista no seu banco sem saber disso!

Os bancos comerciais são instituições financeiras privadas ou públicas que têm como objetivo principal proporcionar suprimento de recursos necessários para financiar, a curto e a médio prazos, o comércio, a indústria, as empresas prestadoras de serviços, as pessoas físicas e terceiros em geral.

Fonte: Banco Central do Brasil

Logo, a função do banco é pegar dinheiro emprestado com você pagando barato, para emprestar a quem precisa de dinheiro cobrando mais caro. O lucro dos bancos é composto principalmente dessa diferença entre o quanto ele te paga e o quanto ele recebe dos outros. Essa diferença é conhecida como spread.

Não invista no seu banco sem saber disso!
Fonte: Estadão

Segundo os dados acima, podemos perceber que eles estão tendo muito sucesso em pegar dinheiro emprestado barato e cobrando caro para emprestar.

Mas se os bancos são tão ruins, porque temos contas neles?

Não invista no seu banco sem saber disso!

A principal funcionalidade que os bancos trazem para seus clientes é facilitar o uso do dinheiro. Você não precisa andar com várias notas e moedas no bolso, basta um cartão de débito. É mais seguro e até mais rápido tem um. Você também não precisa se deslocar para realizar pagamentos, basta utilizar o internet banking ou um aplicativo do banco.

O banco e as financeiras também tem a função de destaque de socorrer quem tem dívidas e conceder empréstimos e financiamentos. E a consequência disso, é que nos acomodamos e acabamos pensando no banco sempre pensamos em dinheiro. É aí que mora o problema!

No passado, era muito comum ouvir que era importante ter um bom relacionamento com o banco. Esse bom relacionamento significava que você utilizava de mais serviços do banco e por isso era visto como um cliente melhor do que outro. Ora, se estou gerando mais dinheiro pro banco, é claro que sou um cliente melhor!

Fazendo um paralelo entre um banco e uma empresa de telefonia, o relacionamento com o banco são os pontos que você vai adquirindo por ser cliente há muito tempo. Mas os pontos só contam, se você tiver um plano pós-pago (mais caro). Relacionamento pré-pago não conta muito.

O relacionamento com o banco é importante, sim. Mas você não precisa perder dinheiro por conta disso! Há várias outras opções de investimentos mais interessantes. E vamos falar delas já já.

Não invista no seu banco sem saber disso!

A maior parte dos gerentes de banco que eu conheço é muito simpática, atenciosa e dedicada. Inclusive, muitos amigos meus são gerentes de banco e continuamos sendo amigos e até sou cliente de alguns. Eles não são culpados pelo banco não oferecer bons produtos pra eles trabalharem.

O gerente é o vendedor dos produtos do banco, que tem a sua remuneração atrelada ao número de produtos que ele vende. E quanto pior o produto, normalmente maior é o quanto ele ganha por te vender. Ou seja, ele vai ganhar dinheiro, ser promovido ou até não ser demitido dependendo do “abacaxi” que ele te vender. Enorme conflito de interesses, né?!

Quem nunca recebeu uma oferta de título de capitalização? E de forma simplificada, pra quem não sabe, capitalização é uma “poupança programada” que o banco te cobra taxas (muitas vezes enormes) simplesmente para guardar seu dinheiro longe de você. De tal forma, que quando você recebe seu dinheiro, você tem menos dinheiro do que você juntou. Ah, e não caia nos “contos” dos sorteios de prêmios, pois é tão fácil ganhar neles quanto na loteria!

Mas o que tem os produtos de tão ruins?

Listando os principais problemas, temos:

  1. Os bancos cobram caro porque os clientes confiam neles. E eles não vão mudar a sua política enquanto estiverem ganhando dinheiro com as práticas atuais. Isso resulta em altas taxas cobradas e baixa rentabilidade.
  2. Eles não oferecem produtos suficientes para que um cliente faça a melhor escolha segundo seus objetivos e apetite ao risco. A baixa diversificação de produtos não satisfaz a quase ninguém. Os mais conservadores não conseguem investir no Tesouro Direto. E nem os mais agressivos conseguem investir em ações e derivativos.
  3. Nas opções que os bancos oferecem, você tem pouca autonomia para mudar os planos no meio do caminho. Você vai ter um filho, alguém ficou doente, quer comprar uma casa ou um carro. O banco não vai ficar satisfeito com isso e vai te “tirar dinheiro” porque você resgatou seus investimentos antes do prazo.

Se o gerente de banco não é a melhor pessoa pra me ajudar, então quem é?

Os dois principais profissionais que podem te ajudar a investir são um consultor de investimentos ou o agente autônomo de investimentos (nome formal para os assessores de investimentos).

Tanto o consultor quanto o agente autônomo, te ajudam a encontrar as melhores aplicações para você investir. Mas o agente autônomo, além de te apoiar mostrando produtos, pode realizar as ordens de investimento que você pedir na corretora que ele for vinculado. (Calma que já trataremos das corretoras)

Uma outra diferença entre o consultor e o agente autônomo está na forma como eles são remunerados. O consultor recebe pelo trabalho de consultoria, mesmo que você não tenha investido ou tido o retorno esperado. Enquanto que o agente autônomo é remunerado pela corretora e fundos de investimentos, ou seja, a remuneração dele está ligada a sua satisfação com os investimentos que fez e com o retorno que você estiver recebendo.

Simples aviso, pois sinceridade é um dos principais valores desse blog! Pra quem ainda não sabe, eu sou agente autônoma e “puxo o saco” da minha profissão sim, pois eu realmente acredito nela. Eu trabalhei por dez anos no mundo corporativo e migrei minha carreira para finanças porque é a minha paixão. E eu escolhi minha atuação, após analisar todo o mercado e escolher a melhor forma de agregar para as pessoas à minha volta. Se quiser saber mais sobre mim, clique aqui.

O que são as corretoras de investimento?

Se o banco não é o melhor lugar pra investir, aonde seria? Prazer, este lugar é a corretora de investimentos. Elas são como shoppings, especializadas em te oferecer a melhor quantidade de produtos possível de investimentos. Sua função é intermediar as operações entre quem empresta dinheiro (investidor) e quem precisa de dinheiro emprestado para investir (empresas).

Parecido com o banco, mas tem uma diferença crucial. Se você investe muito ou pouco, a corretora ganha exatamente a mesma coisa de você, pois ela é remunerada pelo número de operações que você executa. Por isso, uma boa corretora é aquela que oferece uma maior gama de produtos de investimentos, com uma interface o mais simples possível, para te estimular a investir.

De forma a quebrarem as resistências das pessoas a abrirem contas em corretoras, muitas delas nem cobram taxa para investir em renda fixa. No momento que escrevo este artigo, é o caso da XP e da Easynvest.

Como agente autônoma eu preciso ser contratada por uma e apenas uma corretora, e eu sou contratada pela XP. Fiz essa escolha considerando o número de produtos de ela tinha a disposição, o investimento em atendimento de excelência e porque ela é a maior corretora do Brasil.

E agora, o que fazer?

Não invista no seu banco sem saber disso!

Como não há custos para abrir conta em corretora, minha sugestão é que você não deixe de ter a sua. E se você já quiser começar a investir, eu posso te ajudar nesse processo. Basta clicar aqui e me passar seu telefone ou email, que eu pessoalmente ou alguém do meu time entrará em contato.

E não deixe de inserir um comentário aqui embaixo 😉 o feedback de vocês é muito importante para orientar nossa criação de conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× How can I help you?