Como Controlar o Meu Dinheiro?

Como Controlar o Meu Dinheiro?

Autor: Marjorie Ferro | 07 de julho de 2020.

Artigo originalmente publicado no site:   https://marjorieferro.com/controle-financeiro-pessoal/

Você sente que a sua vida financeira é uma bagunça? Você já tentou usar várias planilhas e aplicativos, e isso simplesmente não funciona pra você? Você se acha incapaz de se organizar e ter disciplina? Não consegue ter controle financeiro pessoal?

Tenho duas boas notícias para você:

  1. Você não é exceção!
  2. Existe solução!

Neste artigo você vai descobrir o que é controle financeiro pessoalqual a sua utilidade e o qual o melhor modelo, de acordo com o seu perfil econômico.

O que é Controle Financeiro Pessoal?

É o método que vai te auxiliar no controle dos gastos com o seu dinheiro. Por exemplo: Imagine que você quer cozinhar um prato para o almoço de domingo. Depois que você decide o menu do dia, existem muitas receitas (métodos) que você pode seguir para fazer o mesmo prato. Você provavelmente vai escolher a receita que combina mais com você e com as suas habilidades. Com o seu controle financeiro não é diferente, há várias formas de conseguir o mesmo resultado e basta você identificar o que mais combina com você. Podemos dividir o controle financeiro em duas partes: o orçamento e o controle do que já foi executado.

Orçamento

controle financeiro pessoal, finanças, dinheiro, orçamento, economizar, poupar, dividas, coach, financeiro,

É um planejamento de como você pretende gastar seu dinheiro. Na minha opinião, essa é a principal parte do seu controle financeiro pessoal.

Se você receber o seu dinheiro e for gastando sem pensar no que está fazendo, provavelmente antes que o mês acabe você estará sem dinheiro novamente. Um controle financeiro pessoal bom é aquele em que você consegue pagar suas contas, se divertir e alcançar seus objetivos.

E a melhor forma de ter um controle financeiro pessoal é planejar antes mesmo do dinheiro cair nas suas mãos. A falta de um orçamento é o principal motivo para as pessoas não conseguirem sair das dívidas ou não conseguirem poupar para alcançar seus sonhos.

Controle do que foi executado

controle financeiro pessoal, finanças, dinheiro, orçamento, economizar, poupar, dividas, coach, financeiro,

É a forma de descobrir se o seu orçamento foi seguido ou não. Logo, se você não tem orçamento, nem faz sentido acompanhar seus gastos. Principalmente porque essa é a parte “chata” da coisa. Controlar requer disciplina e como normalmente só paramos para controlar o dinheiro quando ele está em falta, fica difícil gostar de acompanhar gastos.

Mas existem alguns mitos que fazem essa tarefas ficar mais árdua do que deveria. Ser obrigatório anotar TODOS os seus gastos é um deles. Muitas pessoas acham que só é financeiramente próspero quem não gasta R$ 1 sem anotar aonde gastou. Isso não é verdade, e no final deste artigo você vai encontrar algumas dicas para fazer um controle financeiro simples e que funcione.

[epico_capture_sc id=”263″]

Como Criar um Orçamento Pessoal?

controle financeiro pessoal, finanças, dinheiro, orçamento, economizar, poupar, dividas, coach, financeiro,

Eu sugiro começar utilizando os bons e velhos papel e caneta. Se você tiver afinidade, pode utilizar planilha. Se não for o caso, uma calculadora resolverá.

Se você optar por utilizar uma planilha, não se prenda a modelos disponíveis na internet. Crie a sua própria planilha para você ter mais intimidade com os dados.

Depois você precisa decidir qual será o período do seu orçamento. Caso você não tenha orçamento algum, comece criando um mensal. Com o tempo, naturalmente você vai evoluir para o orçamento anual.

O orçamento anual é importante para você ter a visão de gastos que não ocorrem mensalmente como IPTU, IPVA, seguro e matrícula de escola. Quando você se planeja com antecedência, você tem a possibilidade de “prever” meses mais difíceis e se preparar para eles sem contrair dívidas.

Alem disso, quando você se planeja, você tem a possibilidade de incluir no seu orçamento gastos com os seus objetivos como viagens e compras maiores. Se você for esperar “sobrar” dinheiro para conquistar esses objetivos, dificilmente você conseguirá economizar quantias relevantes. A solução comum para quem não se planeja é parcelar seus objetivos no cartão de crédito. Mas além de pagar mais caro, você está contraindo dívidas.

Os dados que você vai precisar para construir seu orçamento são:

  • Receita ou Gasto;
  • Valor;
  • Frequência do Gasto (apenas para orçamento anual)

No caso de um orçamento anual, apenas tome cuidado para não perder os dados. Se você tiver feito em papel, você pode tirar uma foto e guardar no seu email, nuvem ou no próprio celular.

Como Controlar os Gastos no Dia a Dia?

controle financeiro pessoal, finanças, dinheiro, orçamento, economizar, poupar, dividas, coach, financeiro,

Um controle financeiro pessoal perfeito é o mais prático e simples possível. E o seu único objetivo é sinalizar o que precisa de melhoria. Anotar todos os seus gastos só vai te dar uma visão do que passou, gastar muito do seu tempo e consumir a sua energia mental. Por isso que não é aconselhável você anotar seus gastos o tempo todo. Com exceção da seguinte situação: quando você não sabe em quê você gasta o seu dinheiro.

A vantagem de anotar seus gastos é que você vai descobrir aonde seu dinheiro está indo. Mas basta você fazer isso durante 1 mês ou até 7 dias e você terá essa visibilidade. Não precisa repetir essa tarefa o ano inteiro. E até para fazer esse controle há opções mais práticas e menos sadomasoquistas do que anotar tudo, que é manter todos os seus gastos no débito e depois apenas pegar um extrato.

A Solução

Ao invés de anotar tudo, gaste a sua energia em controlar se os seus objetivos estão sendo conquistados. Assim que você tiver seu orçamento mensal feito, estabeleça objetivos para aquele mês. Exemplo:

Meta do Mês:

  • Pagar as contas fixas (Você já tem um orçamento e sabe quais são);
  • Quitar 1 parcela das 3 atrasadas do plano de saúde;
  • Gastar no máximo R$ 300 com restaurantes (Porque você já identificou que esse é o seu ponto de atenção nos gastos).

Mas isso só vai funcionar se você for realista com os seus objetivos. E perceba também, que o foco está sempre no futuro e não no passado. Fazendo esse exercício de estabelecer metas realistas e ir mudando o seu comportamento de gastos, um dia suas metas do mês poderão ser:

  • Comprar a passagem para o Chile com o valor já poupado;
  • Poupar R$ 500 para a independência financeira;
  • Começar a acompanhar os preços de um computador novo.

Note que não precisa de muito mais que papelcaneta e calculadora ou uma planilha simples pra fazer isso. O mais importante é você dedicar tempo e pensar sobre o que você pode fazer naquele mês para as suas finanças melhorarem ou para você alcançar algum dos seus objetivos.

Para finalizar, veja algumas dicas e sacadas de como fazer um controle financeiro pessoal cada vez melhor.

7 Dicas para Ter um Controle Financeiro Pessoal Simples e que Funcione

controle financeiro pessoal, finanças, dinheiro, orçamento, economizar, poupar, dividas, coach, financeiro,

#1 Envolva outras pessoas

Se você não gasta sozinho, não faça seu orçamento nem estabeleça metas sozinho. É importante que todos os envolvidos estejam de acordo com os desafios que vão enfrentar naquele mês. Do contrário, outras pessoas podem te sabotar sem perceber. E isso incluí crianças também.

Além disso, mesmo que você ache que não há outras pessoas para envolver, lembre-se que duas cabeças pensam melhor que uma. E compartilhe com uma amiga ou amigo os pontos que você teve mais dificuldades e peça opinião. Nem que seja para pedir para essa pessoa não te deixar gastar com alguma coisa naquele mês, mas neste caso, a decisão final tem que ser sua. Não é correto terceirizar as decisões importantes da sua vida.

#2 Coloque na rotina feliz e na rotina triste

Se você só falar de dinheiro nas horas ruins, estará mandando uma péssima mensagem para o seu cérebro de que cuidar do dinheiro é uma coisa ruim. Dinheiro é como uma planta que você tem em casa, ela precisa de atenção rotineira para crescer. Não adianta só tomar conta dela quando ela está prestes a morrer, pois um dia pode ser tarde demais.

Quanto mais atenção você der ao seu dinheiro, maiores serão as chances de você fazer bom uso dele. Imagine não sofrer para decidir qual conta atrasada você precisa pagar, mas decidir qual é o próximo objetivo que você vai alcançar.

#3 Use a ferramenta que você tem mais afinidade

Caso você nem saiba por onde começar e prefira usar um modelo pronto de planilha, consulte os modelos de planilha que eu uso e que estão disponíveis aqui no site. Clique aqui para ver.

Se você preferir usar aplicativos, não deixe de conferir o guiabolso e o mobills.

#4 Foque sempre no futuro e nos seus objetivos

Economizar não é uma tarefa fácil e nem divertida. Para ter sucesso, precisamos focar em que vamos ganhar se deixarmos de gastar aquele dinheiro naquele momento. Ao invés de pensar em reduzir gastos, pense em formas de abrir espaço no seu orçamento para alcançar os seus objetivos.

#5 Seja realista

Criar objetivos que são impossíveis de serem alcançados é mais frustrante do que não ter objetivos. Por mais que seu desejo seja em uma semana resolver todos os seus problemas financeiros, pode ser que isso não seja possível. Crie um plano realista para que seja possível ter o seu controle financeiro sem frustrações.

#6 Compare preços

Muitos pensam que quem é rico não precisa se preocupar com o preço das coisas. Muito pelo contrário, os ricos sabem o preço das coisas. Poder pagar mais caro, não quer dizer que você precise pagar mais caro.

Pode parecer que comparar preços e pechinchar é um comportamento de pessoas avarentas ou “mãos de vaca”, mas o objetivo é que você consiga consumir cada vez mais com a mesma quantidade de dinheiro. Por exemplo: Por que pagar caro em uma conta de celular se há planos mais baratos disponíveis no mercado? O que acha de economizar na conta de telefone e ter mais dinheiro para sair no final de semana?

#7 Não compre nada sem pensar pelo menos 24 horas

Nosso cérebro está sempre brincando com a gente. Se você é consumista, comprar faz bem pro seu cérebro e ele vai arranjar qualquer desculpa para poder conseguir o que ele quer. Por isso, adote o hábito de não comprar nada sem parar para refletir por pelo menos 24 horas. Pode ser que você encontre um desconto ou que perceba que não precisava tanto daquela coisa assim.

Tem alguma dúvida? Quer ser assessorado por mim? Basta clicar aqui e me passar seu telefone ou email, que eu pessoalmente ou alguém do meu time entrará em contato com você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× How can I help you?